Português (pt-PT)English (United Kingdom)

final-logo-bejaglobal-branco

Eu quero:
Estratégia

A 9 de Junho de 2011 os municípios de Alvito, Beja, Cuba, Ferreira do Alentejo e Vidigueira assinaram o documento “Parceria geoestratégica” com a missão de concretizar objectivos estratégicos comuns, partilhar metodologias de trabalho e desenvolver e consolidar iniciativas de  marketing territorial próprias e validadas por um consórcio de parceiros implicados no esforço de promoção do Aeroporto de Beja e da região envolvente. A parceria sustenta-se numa lógica sinérgica em que as formas de convergência e de cooperação estratégica de âmbito institucional, público e privado, favorecem a configuração do ambiente mais favorável para consolidar de forma articulada e integrada o esforço impulsionador que alimenta o desenvolvimento sustentável.

Um novo aeroporto internacional de matriz regional, suscita a organização de uma plataforma de convergência, assume a cooperação estratégica entre todos os agentes institucionais e actores económicos implicados no esforço de desenvolver a infra-estrutura em estreita sintonia com a resultante de Alqueva e do Porto de Sines.

Com a missão de reforçar os mecanismos de aceleração do crescimento económico e de geração de emprego, a operacionalização da parceria geoestratégica prioriza o seguinte conjunto de esferas de actuação/actividades:

  • OBSERVATÓRIO E MASTERPLAN: com o objectivo de valorizar activos regionais, monitorizar progresso e instruir políticas públicas e decisões de investimento;
  • COMUNICAÇÃO E PROJECÇÃO: com o objectivo de gerar conteúdos, produzir imagem e distribuir informação;
  • MISSÕES EMPRESARIAIS: com o objectivo de promover encontros, manter comunicação e assegurar presença;
  • PLATAFORMA DE PROJECÇÃO: com o objectivo de projectar oportunidades, medidas e activos, suportar a comunicação e a operacionalidade da rede e iniciar a dinâmica de gestão integrada de destino;
  • GUIA DE LOCALIZAÇÃO EMPRESARIAL: com o objectivo de facilitar processos, consolidar conhecimento e iniciar dinâmicas de definição de produto;
  • REDES, QUALIFICAÇÃO E MOBILIDADE: com o objectivo de articular inserção em redes, acompanhar projectos de valorização de capital humano, gerir medidas activas de atracção de activos;
  • COOPERAÇÃO PÚBLICO-PRIVADA: com o objectivo de gerir clusters, promover o alinhamento de interesses e atrair apoios;
  • GESTÃO DE PROJECTO: com o objectivo de gerar iniciativas, eventos e acções, acompanhar processos de localização e executar projectos de financiamento.

A operacionalização da parceria reúne, em rede, recursos dos Gabinetes de Apoio ao Desenvolvimento Económico, ou estruturas análogas, dos municípios envolvidos e de assistência externa especializada. A gestão da parceria responde a requisitos de programação detalhada de tarefas, acções, custos e calendários os quais, para além de garantirem a boa gestão de recursos públicos, favorecem a coordenação de atividades com entidades externas em especial com plataformas empresariais e estruturas intervenientes em processos de captação de investimento e projeção da oferta empresarial da região.


Para mais informações contacte: Este endereço de e-mail está protegido de spam bots, pelo que necessita do Javascript activado para o visualizar

alt

alt